Como expor seu produto de moda de forma criativa?

Como expor seu produto de moda de forma criativa?

Nesse post vou falar um pouquinho como expor seu produto de moda de forma criativa e que de alguma maneira não exija grandes investimentos no seu negócio. Mas antes, vou contar um pouco do meu contato com a área do VM.

Em alguns momentos da minha trajetória profissional eu trabalhei com VM, mais conhecido com visual merchandising. Meu primeiro contato com essa estratégia do varejo para expor de forma coerente o produto, foi na Zara em 2007. E já naquela época essa área da moda me encantou. Era nítido que uma exposição pensada e de acordo com uma análise de giro, tinha impacto no fluxo e nas vendas.

Depois, em 2015 fiz parte do Grupo Nomura e uma das minhas funções era gerenciar os VM’s das lojas Arezzo, Schutz e Saltô. Nesse momento, meu conhecimento foi mais aprofundado sobre a exposição da loja como um todo, não apenas do produto. Sinalização, mobiliário, campanhas e por aí vai.

Assista o vídeo “Treinamento de VM Arezzo
como expor seu produto de moda de forma criativa

Eu gosto de frisar que uma loja bem exposta precisa de pessoas que gostem organização e de moda, claro. Todo VM conta uma história e não só para apresentar uma tendência, mas toda uma coleção para o cliente vivenciar aquele ambiente da temporada. E os colaboradores dessa marca precisam saber passar comercialmente essa ideia.

Evidente que tudo isso que estou falando provém da minha trajetória profissional que foi em grandes empresas, onde o VM é um ponto crucial de vendas para essas marcas e elas destinam grandes investimentos de conceito. Mas, se sua loja não é uma rede varejista, como reproduzir o visual merchandising em seu negócio? Separei algumas ideias para colocarem em prática.

VITRINE

A vitrine é o ponto inicial para chamar atenção do cliente, então aqui você pode explorar bem a criatividade, seja em datas especiais ou temas que façam sentido com seu mix de produto.

O que sugiro explorar:

  • Ilustrações dando ideia de manequim e/ou objetos;
  • Mobiliários volantes que sejam utilizados em diferentes posições;
  • Suportes suspensos;
  • Cubos, nichos ou objetos que deem destaque ou profundidade (para acessórios, calçados, produtos menores e jamais exponha suas pelas no chão!);
  • Decorações variadas (flores, vasos, cadeiras, livros e etc.)
  • Comunicação visual que vai desde adesivação, placas ou uma comunicação interativa.
INTERIOR DA LOJA

Dentro da loja há diversas maneiras de explorar a exposição dos produtos, com mobiliários sob medida ou “simples” araras. Só que aqui acho importante saber coordenar seu produto.

O que sugiro explorar:

  • Cross selling – exponha produtos que podem ser vendidos juntos (looks, calçados com bolsas, mesas decorativas com mesmo tema e por aí vai);
  • Ponto focal – tenha uma mesa ou apoio na entrada ou meio da loja, não só para mostrar o produto como expor itens especiais ou promocionais;
  • Regra de três – coordene sua loja não só por cor ou categoria, mas sim por pequeno, médio e grande, dando movimento e formas de usar. Conte uma história, seja por tema, estampa ou funcionalidade;
  • Comunicação visual – aposte em frases de ação ou até mesmo motivacionais e também em conteúdo explicativo (tendências, como usar, entre outros)
Leia também sobre “Visual merchandising digital? Algumas ideias para divulgar seu produto nas redes sociais”
CANTINHOS ESPECIAIS

Todo cantinho de um ponto comercial, quando bem pensado, pode render mais uma forma para expor alguma mercadoria. Não importa o tamanho do espaço e sim o aproveitamento dele.

O que sugiro explorar:

  • Manequim ou busto – crie produções completas, caprichando no styling e mudando sempre que possível;
  • Prateleiras e escadas – apoie diferentes produtos ou destaque uma categoria ou cor;
  • Ganchos – valorizam paredes vazias e são ideais para pendurar acessórios ou cabides com looks;
  • Painéis coloridos – crie um cenário com mais destaque e mude de cor ou estampa de acordo com a coleção
  • Cestos – use para promocionar ou reunir produtos pequenos.

Ufa, “acabei” com as dicas! Esse assunto têm muito para explorar, então eu super resumi esse post tentando dar ideias para alguns segmentos com os exemplos. Entretanto, cada tipo de negócio pode ser explorado de forma bem especial.

Mesmo parecendo distante da gente, existe muitas possibilidades bacanas que grandes marcas fazem, que dá de replicar de forma mais simples e de acordo com a nossa realidade. Por isso, não se assustem com algumas referências, elas são conceitos!

Com criatividade dá sim de ter uma loja pequena com um VM super atrativo e viável. Basta planejar e saber a funcionalidade de cada cantinho de venda que você possui. Quem quiser um post exclusivo para o seu negócio, comenta aqui embaixo. Será um prazer poder ajudar!

E claro, que pode entrar em contato comigo para pensarmos juntos em como sua loja pode expor de forma estratégica.

Beijos, Ana.

🖤

POST A COMMENT